IEA: Espaço Interdisciplinar de Reflexão e Plataforma Metacrítica

Capa Revista Estudos Avançados V 29 N 84

Aspectos da crise hídrica

A questão da escassez da água 

As abordagens são diferenciadas e a tônica recai na necessidade premente de prever e controlar as situações de risco mediante observações e análises sobretudo climatológicas. Ciência, tecnologia e políticas públicas devem interagir para que seja mitigado um dos problemas mais graves que nos afetam não só em nível regional, enquanto moradores da Região Metropolitana de São Paulo, como em escala planetária. Veja abaixo alguns destaques da nova edição.

Direito  
Água e Direito

Estatuto jurídico

A simplificação regulatória e a atualização de normas jurídicas extremamente antigas seriam bons caminhos para uma melhoria na gestão dos recursos hídricos no país, no sentido de se garantir a proteção efetiva ao direito humano fundamental à água.


Desenvolvimento sustentável
Água e humanidade

Água e saúde

Água e saúde são bens públicos da humanidade. Porém, quase 1 bilhão de pessoas não têm água potável, 2,4 bilhões de pessoas não têm acesso a saneamentoe e, a cada dia, cinco mil crianças em média morrem devido a doenças relacionadas com água.


São Paulo
Água e arborização

Árvores e água

As árvores urbanas têm grande importância em vários aspectos da vida das cidades, no conforto térmico e psicológico, filtrando a poluição e ajudando a umidificar a atmosfera urbana pela formação de “rios aéreos”. Porcentagem de verde por habitante, mostram o déficit arborização nas zonas leste e central e merecem atenção para planejamentos futuros.


Futuro

Água e ciência

Escolha da ciência

Somos obrigados neste início de século a fazer a escolha: de um lado, aceitar que são as mudanças climáticas causadoras dos impactos naturais que podem ser mitigadas por novas tecnologias, e, de outro, reconhecer que nossas intervenções na natureza foram guiadas por objetivo econômico e lucro, exigindo urgente mudança de nossos hábitos e comportamentos.

http://www.iea.usp.br/iea

IEA: Espaço Interdisciplinar de Reflexão e Plataforma Metacrítica

por Marilda Gifalli publicado 10/05/2013 09:55 última modificação 15/04/2015 11:41


A Criação

…Em síntese, com a criação do IEA, a atual reitoria da USP pretende responder a um dos antigos anseios do corpo acadêmico e oferecer um instrumento a mais para que a instituição se reencontre com sua própria história. Estimula-se, assim, um processo endógeno, porém internacionalista, de reflexão crítica. Advirta-se, desde logo, que o modelo adotado – e que deverá ser aprimorado a partir das sugestões do corpo acadêmico uspiano – exclui radicalmente o perigo de se transformar o IEA numa Universidade dentro da Universidade.
O objetivo não é esvaziar as faculdades e os departamentos de suas substâncias; ao contrário. Diversamente de modelos como o Colégio de México, o Collège de France ou a École Pratique des Hautes Études (externos à Universidade), o modelo uspiano de Instituto de Estudos Avançados caracteriza-se pela ativação de um espaço de reflexão onde se cultivem os estudos avançados conduzidos por mestres de excelência nacional e internacional, no interior da instituição… O mais jovem instituto da USP


A Gestão Atual

Já está disponível no site do IEA os Relatórios de 2012 e 2013, elaborados como parte dos esforços do Instituto para prestar contas à comunidade uspiana e à sociedade, bem como para divulgar os resultados do trabalho que vem desenvolvendo.

Os documentos apresentam o conjunto das atividades realizadas ao longo dos anos pelos grupos de pesquisa e professores visitantes da sede (São Paulo) e dos Polos de Ribeirão Preto e São Carlos, além do trabalho editorial da revista “Estudos Avançados” e das atividades coordenadas diretamente pela Direção do Instituto.  Entre os destaques estão os eventos e a implementação de novos formatos de organização de pesquisadores que contribuíram para a consolidação do Projeto de Gestão 2012-1017.
Em 2013, merecem realce as iniciativas que contribuíram para ratificar o papel do IEA como plataforma de crítica institucional. É o caso do evento IEA Debate o Processo Eleitoral na USP; da reunião do Conselho Deliberativo com o Colégio Expandido, que formalizou a criação de um grupo de estudos sobre conjuntura institucional; e dos eventos organizados ao longo do ano para promover um diálogo mais estreito com institutos de estudos avançados de outros países.
Conforme mostra o documento, esse empenho crítico não se limitou ao contexto institucional, mas se estendeu à realidade nacional e internacional. Nesse sentido, ressalta-se a criação do Laboratório Sociedades Contemporâneas, fórum específico para a reflexão sobre questões da atualidade, responsável pela organização de algumas das atividades com maior repercussão em 2013: os dois encontros da série UTI Brasil, que trataram das série de manifestações populares conhecida como “Jornadas de Junho”; o debate Mais Médicos, que abordou as controvérsias em torno do Programa Mais Médicos; e o evento Ética e Ataque, voltado para a ameaça que se colocava, naquele momento, de uma intervenção militar dos EUA na Síria.
O relatório enfatiza, ainda, a adoção de uma série de medidas para promover a internacionalização do IEA, entre as quais figuram o desenvolvimento de uma versão em inglês do novo site do Instituto, lançado em abril; a reformulação do “Boletim IEA”, que se tornou bilíngue; e a participação ativa na rede Ubias (University-Based Institutes for Advanced Studies), que reúne 34 IEAs de universidades ao redor do mundo.
No âmbito da atuação junto aos Ubias, o relatório contextualiza todo o trabalho preparatório da Academia Intercontinental, que terá início em março de 2015. A iniciativa vem sendo desenvolvida em parceria com o Instituto de Pesquisa Avançada (IAR, na sigla em inglês) da Universidade de Nagoya, Japão.
Outra iniciativa internacional de 2013 e que recebe destaque na publicação é o projeto da Rainforest Continent Business School, gestado pelo Grupo de Pesquisa Amazônica em Transformação: História e Perspectivas.
Leia as Perspectivas para 2014 no Relatório 2013 das páginas 141 a 144 e veja as atividades realizadas em 2014.

Veja as atividades de 2015 nas seções: Eventos, Notícias e Midiateca.

Destaque para a Intercontinental Academia
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s