Barragem se rompe em Minas e deixa mortos e dezenas de desaparecidos

Abrigo e doações

Em Mariana, a prefeitura preparou o ginásio esportivo Arena Mariana e um colégio para os desabrigados. A defesa Civil municipal pede para que voluntários não doem mais colchões, cobertores e roupas, já que há um grande volume deste tipo de material. Segundo a prefeitura da cidade, a prioridade agora é a doação de materiais para uso pessoal, como escova de dentes, toalhas de banho e, também, água potável. Para doações fora do município, a prefeitura disponibilizou dados de sua sua conta bancária para quem quiser contribuir com doações em dinheiro: Prefeitura Municipal de Mariana / Banco do Brasil/ Agência 2279-9/ CC 10.000-5.

*mais em:
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/11/05/politica/1446760230_611130.html











http://www.otempo.com.br/cidades/rompimento-de-barragem-soterra-distrito-de-mariana-h%C3%A1-mortes-1.1159239

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/11/05/politica/1446760230_611130.html

Barragem se rompe em Minas e deixa mortos e dezenas de desaparecidos

Lama arrastou carros e caminhões, encobriu casas da região e deixou moradores ilhados

Após rompimento de barragem, lama inundou casas da região. / ReproduçãoTV Globo

O rompimento de duas barragens da mineradora Samarco no distrito de Bento Rodrigues, entre a cidade de Mariana e Ouro Preto, na região central de Minas Gerais, deixou, nesta quinta-feira, um cenário de destruição na região. A lama arrastou caminhões, encobriu casas e deixou pessoas soterradas e ilhadas, segundo relatos de moradores ao Corpo de Bombeiros de Ouro Preto

Ainda não há um número definitivo de vítimas do acidente que devastou o distrito de Bento Rodrigues que possui cerca de 600 habitantes. Mas no início da manhã desta sexta-feira o Corpo de Bombeiros do Estado, em nota, confirmou oficialmente a morte de uma pessoa e informou que quatro feridos (um homem, uma mulher e duas crianças) foram resgatados e levados ao Hospital João XXIII. A corporação confirmou ainda que 13 pessoas estão desaparecidas. Três helicópteros são usados na busca e resgate das vítimas. Ao menos 500 sobreviventes foram resgatados pelos Bombeiros e passaram por um “processo de descontaminação de ferro com água e sabão”. Em nota, no entanto, a Samarco afirmou que o rejeito de minério de ferro é composto em sua maior parte de areia e não apresenta nenhum elemento químico que seja danoso à saúde.

Casa alagada após rompimento da barragem. / Reprodução TV Globo

O secretário de Defesa Social de Mariana, Brás Azevedo, disse ao site G1 que a situação é muito grave e há riscos de desmoronamentos. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana (Metabase), entre 15 e 16 pessoas teriam morrido e 45 estão desaparecidas. Cifras variadas de vítimas eram citadas na imprensa local.
O Hospital Monsenhor Horta, de Mariana, que está recebendo os feridos, informou que uma pessoa morreu, e que outras quatro já receberam atendimento e passam bem, segundo o jornal Estado de Minas. O Corpo de Bombeiros disse que algumas pessoas ilhadas foram resgatadas por um helicóptero. Na noite desta quinta, a lama  também já tinha atingido o distrito de Paracatu de Baixo e destruído ao menos 30 casas, segundo informações da Guarda Municipal de Mariana.
O acidente ocorreu por volta das 15h30 desta quinta na Barragem do Fundão e na de Santarém  que pertencem à mineradora Samarco e ficam a 25 km do centro de Mariana e a 100 km de Belo Horizonte. Em nota, a empresa, uma joint venture da Vale com a australiana BHP, confirmou primeiramente, o rompimento ocorrido em apenas uma barragem na mina Germano. À noite, o diretor da empresa, Ricardo Vescovi, informou através de um vídeo publicado na página da empresa no Facebook que havia uma segunda barragem rompida, a de Santarém.  “A organização está mobilizando todos os esforços para priorizar o atendimento às pessoas e a mitigação de danos ao meio ambiente”, afirmou. A Samarco afirmou ainda que não é possível, neste momento, confirmar as causas e extensão do ocorrido, bem como a existência de vítimas. A Samarco produz principalmente pelotas de minério de ferro, cerca de 30 milhões de toneladas anuais, segundo informação do site da empresa.
Tanto a empresa como a prefeitura de Mariana pediram que as pessoas deixem o local e “que não haja deslocamentos de pessoas para o local do ocorrido, exceto as equipes envolvidas no atendimento de emergência”. O Ministério Público de Minas Gerais instaurou inquérito na tarde de quinta-feira para investigar as causas e responsabilidades no rompimento da barragem.
Na manhã desta sexta-feira, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, sobrevoou a área afetada pelo desastre e se reuniu com funcionários da Samarco e diversas autoridades, segundo a assessoria do governo do Estado.
As causas da tragédia ainda não foram esclarecidas. A mineradora afirmou que o conjunto de barragens no município de Mariana, em Minas Gerais, foi alvo de fiscalização em julho deste ano e encontrava-se em “total condição de segurança”. Segundo comunicado da Samarco, todas as barragens possuem Licenças de Operação concedidas pela Superintendência Regional de Regularização Ambiental (SUPRAM).  Ainda  de acordo com o comunicado, a “Samarco também realiza inspeções próprias, conforme Lei Federal de Segurança de Barragens, e conta com equipe de operação em turno de 24 horas para manutenção e identificação, de forma imediata, de qualquer anormalidade”.

Abrigo e doações

Em Mariana, a prefeitura preparou o ginásio esportivo Arena Mariana e um colégio para os desabrigados. A defesa Civil municipal pede para que voluntários não doem mais colchões, cobertores e roupas, já que há um grande volume deste tipo de material. Segundo a prefeitura da cidade, a prioridade agora é a doação de materiais para uso pessoal, como escova de dentes, toalhas de banho e, também, água potável. Para doações fora do município, a prefeitura disponibilizou dados de sua sua conta bancária para quem quiser contribuir com doações em dinheiro: Prefeitura Municipal de Mariana / Banco do Brasil/ Agência 2279-9/ CC 10.000-5.

https://www.rt.com/news/320974-brazil-dam-mining-collapse/

http://www.ipcdigital.com/brasil/minas-gerais-barragem-se-rompe-e-causa-catastrofe-em-mariana-e-ouro-preto/


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s