INTERNETOCRACIA – SÓ O POVO PODE FAZER A DEMOCRACIA IR EM FRENTE!

*frase minha :  SÓ O POVO PODE FAZER A DEMOCRACIA IR EM FRENTE!

*via Claudio Estevam Próspero

https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/

https://www.facebook.com/claudio.estevamprospero/posts/10205337145688820?comment_id=10205337155569067

https://www.facebook.com/claudio.estevamprospero/posts/10205337982829748?comment_id=10205338122433238

Internetocracia – Brasil

23 h ·

Saiba porque o seu DIREITO A UMA APOSENTADORIA DIGNA está sob ataque (“A partir do Governo Collor, a reforma da Previdência (reduzir direitos dos segurados e enfraquecer o sistema) passou a constar das agendas de todos os governos, até o governo atual”)
Em 2014, o governo federal gastou R$ 978 bilhões com juros e amortizações da dívida, o que representou 45,11% de todo o Orçamento executado no ano. (conforme gráfico [1]).
Em 2014, a Previdência Social, consumiu 21,76% de todo o Orçamento executado no ano.
Em 2014, para a saúde foram destinados apenas 3,98%, para a educação 3,73% e para assistência social 3,08%.
No orçamento deste ano, Dilma destina mais de R$ 1,3 trilhão para o pagamento dos juros da dívida. São 47,4% dos recursos brasileiros!
Quase metade de tudo o que o governo arrecada vai direto para ao mercado financeiro, aos bancos e especuladores. Enquanto isso, apenas 3,5% do orçamento está previsto para saúde e 3,6% para a educação.
É evidente o privilégio à dívida pública, detida principalmente por grandes bancos, em detrimento do cumprimento dos direitos sociais básicos estabelecidos na Constituição Federal.
Os dados acima explicam porque os Meios de Comunicação, <<>>, colocam a Reforma da Previdência (reduzir direitos dos segurados e enfraquecer o sistema) como o “Grande Gargalo da Economia”:
>>>> Disponibilizar os recursos deste último ‘grande pasto’ (das Despesas Sociais) ainda disponível para o consumo do ‘Dragão da Dívida’. <<<<
“Décio Lopes (vice-presidente de Assuntos da Seguridade Social – ANFIP) finalizou dizendo que a crise é de informação e que tais informações sobre déficit acabam por confundir a opinião pública e assim possibilitar reformas que acabam por reduzir direitos dos segurados e enfraquecer o sistema. “A partir do Governo Collor, a reforma da Previdência passou a constar das agendas de todos os governos até o governo atual”, reforçou.”
ANFIP – Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil http://www.anfip.org.br/anfip/quem_somos
“O maior caso de corrupção do país é a dívida pública.
Ela é a maior responsável pela falta de recursos para saúde, educação e demais serviços públicos.”
______________________________________________
[1] A LÓGICA PERVERSA DA DÍVIDA E O ORÇAMENTO DE 2015: LÓGICA PERVERSA DA DÍVIDA E O ORÇAMENTO DE 2015
http://www.auditoriacidada.org.br/a-logica-perversa-da-div…/
http://slideplayer.com.br/slide/7009836/
____________________________________________________
ANFIP debate Seguridade Social em seminário sobre a corrupção e o sistema da dívida

http://www.anfip.org.br/…/ANFIP-debate-Seguridade-Social-em…
A ANFIP, representada pelo vice-presidente de Assuntos da Seguridade Social, Décio Bruno Lopes, participou, nos dias 30 e 31 de outubro, do seminário nacional “A corrupção e o Sistema da Dívida”, promovido pela Auditoria Cidadã da Dívida Brasileira, em São Paulo (SP).
No dia 31, Décio Bruno Lopes proferiu a palestra “A Dívida Pública e a Seguridade Social”, ocasião em que discutiu a diferença entre a Previdência e a Seguridade Social, explicando que a Previdência Social, a partir da Constituição de 1988, está inserida no contexto da Seguridade Social e que esta apresenta superávit. “Não há que se falar em déficit da Previdência tomando-se por base apenas as contribuições incidentes sobre a folha de pagamentos e demais rendimentos pagos devidos ou creditados aos trabalhadores e sobre a contribuição dos demais segurados da Previdência Social”, disse.
O vice-presidente explicou que a Seguridade é um todo, do qual a Previdência é parte. Ressaltou ainda que, em se considerando que a Desvinculação das Receitas da União (DRU) corresponde a 20% das receitas da Seguridade Social, exceto as contribuições incidentes sobre a folha, o déficit da Previdência passa a ser uma falácia, pois os valores correspondentes à DRU são gastos pelo governo livremente, sem nenhuma vinculação, o que acaba por reduzir as receitas da Seguridade. Como se não bastasse, o Governo pretende renovar a DRU até 2023 e, o mais grave, com o percentual não mais de 20%, mas de 30%. No entendimento do palestrante, tais recursos deveriam estar sendo utilizados para a criação do fundo previsto no art. 250 da Constituição Federal, que devidamente capitalizado, teria por objetivo assegurar recursos para o pagamento dos benefícios concedidos para o Regime Geral de Previdência Social, em adição aos recursos de sua arrecadação.
Décio Lopes finalizou dizendo que a crise é de informação e que tais informações sobre déficit acabam por confundir a opinião pública e assim possibilitar reformas que acabam por reduzir direitos dos segurados e a enfraquecer o sistema. “A partir do Governo Collor, a reforma da Previdência passou a constar das agendas de todos os governos até o governo atual”, reforçou.
_______________________________________________
Auditoria Cidadã da Dívida
30 de setembro · Editado ·
▂ ▃ ▅ ▆ ▇ Seminário Nacional: “A Corrupção e o Sistema da Dívida”
Dias 30 e 31 de outubro de 2015 acontece o Seminário “A Corrupção e o Sistema da Dívida”, em São Paulo. Para participar, se inscreva no link:
https://goo.gl/NuPcak
Para assistir ao vivo pela internet:
http://www.youtube.com/channel/UCz5fOLhcsKM9jFim0M7RONA/live
Para mais informações e se manter atualizado, confirme presença no evento:
https://www.facebook.com/events/392199900977400/
‪#‎AuditoriaDaDividaJa‬
••••••••••••••••••••
Ainda não sabe sobre o grave problema da dívida pública brasileira? Visite nosso site, entenda e lute pela auditoria cidadã da dívida: https://www.facebook.com/auditoriacidada.pagina
__________________________________________________
Entrevista – Maria Lucia Fattorelli

“A dívida pública é um mega esquema de corrupção institucionalizado”
Para ex-auditora da Receita, convidada pelo Syriza para analisar a dívida grega, sistema atual provoca desvio de recursos públicos para o mercado financeiro
por Renan Truffi — publicado 09/06/2015 03h34, última modificação 09/06/2015 16h32

http://www.cartacapital.com.br/…/201ca-divida-publica-e-um-…
__________________________________________________
Luciana Genro
1 de outubro ·
Excelente vídeo da Auditoria Cidadã da Dívida. O maior caso de corrupção do país é a dívida pública. Ela é a maior responsável pela falta de recursos para saúde, educação e demais serviços públicos. No orçamento deste ano, Dilma destina mais de R$ 1,3 trilhão para o pagamento dos juros da dívida. São 47,4% dos recursos brasileiros! Quase metade de tudo o que o governo arrecada vai direto para ao mercado financeiro, aos bancos e especuladores. Enquanto isso, apenas 3,5% do orçamento está previsto para saúde e 3,6% para a educação.
O PSOL defende uma auditoria nesta dívida e a suspensão de seus pagamentos!

Teaser do Seminário Nacional “A Corrupção e o Sistema da Dívida” (2015)
A CORRUPÇÃO E O SISTEMA DA DÍVIDA Dias 30 e 31 de outubro de 2015 no Teatro Santa Catarina…
YOUTUBE.COM
https://www.youtube.com/watch?v=SAlVbjZR958
_________________________________________________
Auditoria Cidadã da Dívida
▂ ▃ ▅ ▆ ▇ Jornalismo compactua com elite financeira—por quê?

Robert Fisk, comentarista do Jornal Britânico “The Independent”, traça um paralelo entre a chamada “Primavera Árabe” e as manifestações ocidentais (Diversos movimentos “Occupy”, Indignados etc), equiparando os ditadores do Oriente Médio aos “ditadores” do capital financeiro, e não poupa críticas a grande imprensa, que tem agido como cúmplice de tais ditadores do ocidente.
Confira um trecho do artigo a seguir:
“Os bancos e as agências de risco tornaram-se os ditadores do Ocidente. Exatamente como os Mubaraks e Ben Alis, os bancos acreditaram – e disso continuam convencidos – que seriam proprietários de seus países.
As eleições no Ocidente – que deram poder aos bancos e às agências de risco, mediante a colusão de governos eleitos – tornaram-se tão falsas quanto as urnas que os árabes, ano após ano, eram obrigados a visitar, décadas a fio, para ‘eleger’ os proprietários deles mesmos, de sua riqueza, de seu futuro.
Goldman Sachs e o Real Banco da Escócia converteram-se nos Mubaraks e Ben Alis dos EUA e da Grã-Bretanha, cada um e todos esses dedicados a afanar a riqueza dos cidadãos, garantindo ‘bônus’ e ‘prêmios’ aos seus próprios gerentes pervertidos. Isso se fez no Ocidente, em escala infinitamente mais escandalosa do que os ditadores árabes algum dia sonharam que fosse exequível.”
Para ler o artigo na íntegra: http://goo.gl/UhHTn6
••••••••••••••••••••
Ainda não sabe sobre o grave problema da dívida pública brasileira? Visite nosso site, entenda e lute pela auditoria: http://www.auditoriacidada.org.br/ https://www.facebook.com/auditoriacidada.pagina/
_______________________________________________
Ver também:

**** PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA, DE DÉCADAS, NÃO DEBATIDO NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO. ****

https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/photos/a.283977441693082.64614.283922491698577/902511566506330/?type=3&theater

———————————————————————————————

Internetocracia – Brasil

19 h · Editado ·

Como lidar com esta EPIDEMIA DE VIOLÊNCIA, em crescimento exponencial? Conhecendo e resolvendo suas VERDADEIRAS CAUSAS….
Já está comprovado, por vários estudos internacionais, que o principal fator gerador de violência não é a pobreza, a maldade humana, a falta de religião, a moral degenerada de nossos dias (já se falava disto na velha Roma Imperial…, etc.). O principal fator provocador de violência e doenças é a D E S I G U A L D A D E !
Dados compilados aqui:
___________________________________________________
**** PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA, DE DÉCADAS, NÃO DEBATIDO NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO. ****
“Não há mais como escamotear, a inexplicável política de juros altos praticada no Brasil é resultado de luta de classes. E a classe dos banqueiros tem vencido sistematicamente. Não se trata nem mais de uma questão técnica, mas política.”
—— “Como na lenda do Minotauro, juros são tributo imposto à sociedade brasileira pelos mais ricos. Como eles paralisam o país e o tornam mais desigual. Por que é possível vencê-los.”

https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/photos/a.283977441693082.64614.283922491698577/902511566506330/?type=3&theater
_________________________________________________
“Os bancos e as agências de risco tornaram-se os ditadores do Ocidente. Exatamente como os Mubaraks e Ben Alis, os bancos acreditaram – e disso continuam convencidos – que seriam proprietários de seus países.

As eleições no Ocidente – que deram poder aos bancos e às agências de risco, mediante a colusão de governos eleitos – tornaram-se tão falsas quanto as urnas que os árabes, ano após ano, eram obrigados a visitar, décadas a fio, para ‘eleger’ os proprietários deles mesmos, de sua riqueza, de seu futuro.
Goldman Sachs e o Real Banco da Escócia converteram-se nos Mubaraks e Ben Alis dos EUA e da Grã-Bretanha, cada um e todos esses dedicados a afanar a riqueza dos cidadãos, garantindo ‘bônus’ e ‘prêmios’ aos seus próprios gerentes pervertidos. Isso se fez no Ocidente, em escala infinitamente mais escandalosa do que os ditadores árabes algum dia sonharam que fosse exequível.”
Auditoria Cidadã da Dívida
▂ ▃ ▅ ▆ ▇ Jornalismo compactua com elite financeira—por quê?

https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/photos/a.283977441693082.64614.283922491698577/909596835797803/?type=3&theater
_________________________________________________
A Corrupção e o Sistema da Dívida.
Maria Lucia Fattorelli
Seminário Regional em parceria com a UnB-TV Brasília,
18 de agosto de 2015.

https://www.facebook.com/InternetocraciaBrasil/photos/a.283977441693082.64614.283922491698577/909476885809798/?type=3&theater
__________________________________________________
“A dívida pública é um mega esquema de corrupção institucionalizado”
Para ex-auditora da Receita, convidada pelo Syriza para analisar a dívida grega, sistema atual provoca desvio de recursos públicos para o mercado financeiro

http://www.cartacapital.com.br/…/201ca-divida-publica-e-um-…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s