CRIPTOGRAFIA, ANONYMOUS E PARIS


Não é certo culpar a criptografia pelos ataques terroristas em Paris

Por:
18 de novembro de 2015 às 19:04 

Não sabemos muito detalhes sobre como foram organizados os ataques terroristas de Paris na última sexta-feira (13). Isso não impediu a comunidade de agentes da lei de culparem a criptografia por ajudar terroristas, ou então de usarem o ataque como oportunidade para defesa da vigilância.
>>> O caso do espanhol que ficou sabendo pelo Facebook que tinha morrido no Bataclan>>> Como foi criado o símbolo que representa a esperança após os atentados de Paris
Agentes de inteligência estão dizendo que a disponibilidade de ferramentas gratuitas de criptografia para proteger conversas privadas é uma das causas dos ataques de Paris, e que se eles conseguissem monitorar tudo o que os terroristas diziam para os outros, conseguiriam evitar. Mas temos um histórico de como reagimos a uma ameaça de terror que foi descoberta por agentes de vigilância: Mumbai. Estávamos assistindo. E ainda assim não evitamos.
Os ataques de 2008 em Mumbai são um bom exemplo do que acontece quando uma organização terrorista elabora um bom plano. Afinal de contas, os passos dados pela comunidade de inteligência antes e durante os ataques não serviram para nada, e alguns dos documentos vazados por Edward Snowden deixam claro o que aconteceu. A comunidade de inteligência sabia sobre alguns dos envolvidos nos ataques, conseguiu monitorá-los, mas só identificou o plano deles quando já era tarde demais. Esse fracasso não teve relação alguma com a criptografia.(…)

*LEIA TEXTO INTEGRAL EM:
http://gizmodo.uol.com.br/nao-e-certo-culpar-a-criptografia-pelos-ataques-terroristas-em-paris/

Estado Islâmico chama Anonymous de “idiotas” após receber ameaças de ataques

Por:
19 de novembro de 2015 às 10:15  


Esta semana, o Anonymous prometeu fazer “tudo o que for necessário para acabar com as ações” do Estado Islâmico. O grupo terrorista então respondeu chamando o coletivo hacker de “idiotas”.
>>> Não é certo culpar a criptografia pelos ataques terroristas em Paris
De acordo com a Newsweek, a resposta veio através do app Telegram, no canal oficial do Estado Islâmico. Eles dizem:

Os hackers do Anonymous ameaçaram em um novo vídeo que eles vão realizar uma grande operação de hacking no Estado Islâmico (idiotas). O que eles vão hackear… tudo o que eles podem fazer é hackear contas no Twitter, e-mails etc…

O Estado Islâmico então deu algumas dicas sobre o Twitter para seus seguidores:

Não fale com pessoas por mensagem direta no Twitter porque eles podem hackear você. Não use como e-mail o mesmo nome de usuário no Twitter, este erro já custou a conta de muitos Ansar (ajudantes) e os kuffar (infiéis) publicaram o IP deles, então tome cuidado.

Este mês, um rapaz de 25 anos foi detido nos EUA após reblogar um GIF no Tumblr. O FBI descobriu seu paradeiro solicitando dados de IP ao Twitter para uma conta que simpatizava com o Estado Islâmico.
Eles também mencionaram o próprio Telegram:

Não fale com pessoas que você não conhece no Telegram, e bloqueie essas pessoas se for necessário, pois há muitas falhas no Telegram e eles podem hackear você com isso.

O Telegram está fechando canais públicos que eram usados para propaganda do Estado Islâmico. Em uma mensagem no canal público @telegram, a empresa diz que bloqueou 78 canais em doze idiomas, e está recebendo denúncias através do e-mail abuse@telegram.org.
O Telegram diz em comunicado ao Ars Technica que não está restringindo a liberdade de expressão: “por exemplo, se criticar o governo é ilegal em um país, o Telegram não fará parte de tal censura politicamente motivada”. No entanto, o app não permite conteúdo de terroristas.
Em outubro, um relatório dizia que o Estado Islâmico e a Al Qaeda criaram canais no Telegram para enviar mensagens e arquivos criptografados, incluindo “tutoriais sobre fabricação de armas e ataques cibernéticos, apelos para matar e para ataques direcionados, e mais”.
Autoridades na Europa dizem que os atentados de Paris foram planejados com o uso de comunicações criptografadas, mas não mostram provas de que isso aconteceu – os investigadores ainda não sabem os detalhes dos ataques.
Como dissemos por aqui, não adianta culpar o Telegram ou a criptografia pelas ações de terroristas. Agências de espionagem americanas querem deixar o público temeroso, sugerindo que se a internet fosse um pouco menos segura, elas conseguiriam impedir ataques – algo que sabemos não ser verdade.
Segundo o The Intercept, investigadores acessaram dados no smartphone de um dos terroristas de Paris: os dados não estavam criptografados e ele se comunicava por SMS. E como lembra a Bloomberg, os terroristas que sequestraram os aviões do 11 de Setembro se comunicavam por mensagens sem criptografia no Hotmail, trocando o termo “World Trade Center” por “Faculdade do Comércio”.
[Newsweek via NYMag via Gawker; Ars Technica]
Foto por Hussein Malla/AP

*FONTE:

 http://gizmodo.uol.com.br/estado-islamico-chama-anonymous-de-idiotas/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s