"Formação do Império Americano – Da Guerra contra a Espanha à Guerra no Iraque"

Livro : “Formação do Império Americano – Da Guerra contra a Espanha à Guerra no Iraque”. Moniz Bandeira

https://books.google.com.br/books/about/Forma%C3%A7%C3%A3o_do_imp%C3%A9rio_americano.html?id=KMEhzp0QSOIC&redir_esc=y

*RESENHA DO LIVRO:

var linkwithin_site_id = 2445455; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...Luiz Alberto Moniz Bandeira apresenta um estudo profundo e abrangente tanto de história como de ciências políticas, no qual demonstrou que a prática não confirmou a teoria de que o imperialismo representava ‘o prelúdio da revolução social do proletariado’, e que estava ‘às portas de sua ruína, maduro até a ponto de ceder o posto ao socialismo’, tal como Lenin acreditava; foi confirmada, no entanto, a hipótese de Karl Kautsky, que previu em 1914 o advento de uma outra etapa – a do ultra-imperialismo. Tal etapa previa que as potências industriais, assim como as empresas do mercado, terminariam por se unir e formariam uma espécie de cartel, deixando de competir pelas armas; e as guerras, para o consumo do material bélico, passariam a ocorrer somente com ou nos países mais atrasados, na periferia do sistema capitalista. Orientado pelo princípio de que o conhecimento do presente depende do conhecimento do passado, ou seja, do conhecimento histórico, Moniz Bandeira analisa o processo de internacionalização/globalização do capitalismo e sua evolução para o ultra-imperialismo, sob a hegemonia dos Estados Unidos, consolidada após duas grandes guerras mundiais nas quais a Alemanha saiu derrotada e a Grã-Bretanha e a França extremamente enfraquecidas. Com base na própria documentação americana, o autor esquadrinha as mais solertes e ilícitas manobras de líderes políticos e chefes de governo, assim como desvela conexões entre a política doméstica e a internacional nos Estados Unidos e os procedimentos adotados na formação e expansão do império. Pretextos foram manufaturados para a deflagração de guerras; a ameaça da União Soviética e do comunismo foram amplificadas sob o contexto da Guerra Fria, a fim de fomentar o armamentismo e finalmente instalar, após o colapso do Bloco Socialista, uma ditadura planetária, visando a superar a contradição fundamental entre a dimensão econômica do capital, globalizado, e a estreita dimensão territorial dos Estados nacionais. Daí a necessidade da guerra perpétua, infinita, e a relevância de se fomentar um clima de permanente intimidação e constante terror.http://www.linkwithin.com/widget.js

************************************************

Impeachment e os interesses de Wall Street

http://sarauxyz.blogspot.com.br/2015/12/impeachment-e-os-interesses-de-wall.html

******************************************************************************

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Escritor Luiz Alberto Bandeira é indicado ao Prêmio Nobel de Literatura 2015 pelo livro A Segunda Guerra Fria

http://nosdapoesia.blogspot.com.br/2015/02/escritor-luiz-alberto-bandeira-e.html

*************************************************
https://pt.wikipedia.org/wiki/Moniz_Bandeira

Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira, mais conhecido como Moniz Bandeira (Salvador, 30 de dezembro de 1935), é um professor universitário, cientista político e historiador brasileiro, especialista em política exterior do Brasil e suas relações internacionais, principalmente com a Argentina e os Estados Unidos, sendo autor de várias obras, publicadas no Brasil e na Argentina, bem como em outros países. Atualmente radicado na cidade alemã de Heidelberg, onde é cônsul honorário do Brasil.
Em 2015, é indicado ao Prêmio Nobel de Literatura pela União Brasileira de Escritores (UBE), em reconhecimento pelo seu trabalho como “intelectual que vem repensando o Brasil há mais de 50 anos”, segundo o presidente da UBE Joaquim Maria Botelho.[1](…)

Principais obras

  • 2013 – A Segunda Guerra Fria.
  • 2009 – Poética.
  • 2005 – Formação do Império Americano (Da guerra contra a Espanha à guerra no Iraque), também traduzida e publicada na China e na Argentina.
  • 2004 – As Relações Perigosas: Brasil-Estados Unidos (De Collor a Lula).
  • 2003 – Brasil, Argentina e Estados Unidos (Da Tríplice Aliança ao Mercosul), também traduzida e publicada na Argentina.
  • 2000 – O Feudo – A Casa da Torre de Garcia d’Ávila: da conquista dos sertões à independência do Brasil, Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 601 pp.
  • 1999 – Brasil – Estados Unidos no Contexto da Globalização, vol. II (2ª. revista, aumentada e atualizada de Brasil-Estados Unidos: A Rivalidade Emergente, São Paulo, Editora SENAC, 224 pp.
  • 1998 – De Martí a Fidel – A Revolução Cubana e a América Latina, Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 687 pp.
  • ______ Brasil – Estados Unidos no Contexto da Globalização, vol. I (Terceira edição revista de Presença dos Estados Unidos no Brasil – Dois Século de História e Brasil, São Paulo, Editora SENAC, 391 pp.
  • 1995 – Brasil e Alemanha: A Construção do Futuro – Brasília, Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais / Fundação Alexandre de Gusmão, 1995 , 697 pp.
  • 1994 – O “Milagre Alemão” e o Desenvolvimento do Brasil – As Relações da Alemanha com o Brasil e a América Latina (1949-1994) – Editora Ensaio, São Paulo, 246 pp. Traduzida para o alemão: Das Deustche Wirtschaftswunder und die Brasilien Entwicklung, Frankfurt, Vervuert Verlag, 1995.
  • 1993 – Estado Nacional e Política Internacional na América Latina – O Continente nas Relações Argentina – Brasil – São Paulo, Editora Ensaio, 304 pp; 2ª. ed., 1995, 336 pp. 1995.
  • 1992 – A Reunificação da Alemanha – Do Ideal Socialista ao Socialismo Real – São Paulo, Editora Ensaio, 182 pp. 2ª. ed. revista, aumentada e atualizada, 2001, Editora Global/Editora da Universidade de Brasília, 256 pp.
  • 1989 – Brasil – Estados Unidos : A Rivalidade Emergente – 1955-1980 – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 328 pp; 2ª. ed., São Paulo, Editora SENAC, 1999, 224 pp.
  • 1987 – O Eixo Argentina-Brasil (O Processo de Integração da América Latina) – Brasília, Editora da Universidade de Brasília, 118 pp.
  • 1985 – O Expansionismo Brasileiro (A Formação dos Estados na Bacia do Prata – Argentina, Uruguai e Paraguai – Da Colonização ao Império) – Rio de Janeiro, Editora Philobiblion, 291 pp. – 2ª . ed., 1995, Editora Ensaio /Editora da Universidade de Brasília, São Paulo, 246 pp. 3ª ed., 1998, Editora Revan/Editora da Universidade de Brasília, Rio de Janeiro, 254.pp.
  • _____ Trabalhismo e Socialismo no Brasil – A Internacional Socialista e a América Latina – São Paulo, Editora Global, 56 pp;
  • 1979 – Brizola e o Trabalhismo – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 1ª e 2ª edições, 204 pp.
  • _____ A Renúncia de Jânio Quadros e a Crise Pré-64 – São Paulo, Editora Brasiliense, 180 pp.
  • 1975 – Cartéis e Desnacionalização (A Experiência Brasileira – 1964-1974) – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 207 pp.; 2ª ,1975; 3ª ed., 1979
  • 1977 ‑ O Governo João Goulart – As Lutas Sociais no Brasil (1961-1964) – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 186 pp.; 2ª ed. dezembro de 1977, 3ª, 4ª e 5ª ediçõe 1978; 6ª ed. 1983; 7ª ed. revista e aumentada, 320 pp. 2001.
  • 1973 – Presença dos Estados Unidos no Brasil (Dois Séculos de História) – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 470 pp. 2ª ed., 1979; 3ª ed. São Paulo, Editora SENAC 1998, 391 pp.
  • 1967 – O Ano Vermelho – A Revolução Russa e seus Reflexos no Brasil – Rio de Janeiro, Editora Civilização Brasileira, 418 pp.; 2ª ed., Editora Brasiliense, 1980.
  • 1963 – O Caminho da Revolução Brasileira – Rio de Janeiro, Editora Melso, 187 pp.
  • 1961 – O 24 de Agosto de Jânio Quadros – Rio de Janeiro, Editora Melso, 78 pp.
  • 1960 – Retrato e Tempo (poemas) – Salvador, Livraria e Editora Progresso, 57 pp.
  • 1956 – Verticais (poemas) – Rio de Janeiro, Serviço de Documentação do Ministério de Educação e Cultura, 44 pp.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s