ARTUR DA TÁVOLA


Cláudia Abreu lê poema de Artur da Távola, no lançamento do livro JUGO DAS PALAVRAS – 2013

https://www.youtube.com/watch?v=lLzeQpAaI6E



TER OU NÃO TER NAMORADO
Quem não tem namorado é alguém que tirou férias não remuneradas de si mesmo.
Namorado é a mais difícil das conquistas.
Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão, é fácil.
Mas namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas ser aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção não precisa ser parruda, decidida; ou bandoleira basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.
Quem não tem namorado é quem não tem amor é quem não sabe o gosto de namorar. Há quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes; mesmo assim pode não ter nenhum namorado.
Não tem namorado quem não sabe o gosto de chuva, cinema sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.
Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa e quem ama sem alegria.
Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar.
Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente; de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.
Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, de fazer cesta abraçado, fazer compra junto.
Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.
Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira – d’água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar.
Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada, ou meio-dia do dia de sol em plena praia cheia de rivais.
Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.
Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz.
Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo.
Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e medos, ponha a saia mais leve, aquela de chita e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim.
Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela. Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteria.
Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido. ENLOU-CRESÇA.

Artur da Távola

http://pensador.uol.com.br/autor/artur_da_tavola/

Artur da Távola (1936-2008) foi escritor, radialista, jornalista e político brasileiro. Foi secretário estadual de cultura do Rio de Janeiro. Foi diretor da Rádio Roquete Pinto.Biografia de Artur da Távola



var linkwithin_site_id = 2445455; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...http://www.linkwithin.com/widget.js

Anúncios
Categorias Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Milenar - Construindo um novo Amanhã

Roteiro para um Mundo Novo

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

biobiosaudefeminina

Saúde Feminina & Absorventes Reutilizáveis

Socializando Saberes

Somos o que compartilhamos...

Oceano de Letras

Just another WordPress.com site

Ensaios, Ideias e Reflexões

"Suba ao monte e contempla a terra prometida; mas não direi que entrará nela."

Afeto é deixar-se afetar

Por Alexandra Mandalla

Nadia Gal Stabile - Arte digital

Arte Digital de Nadia Gal Stabile

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

eladiofernandez

Luz sobre sombras. Café cultural.

CARMELIANA

Arte e Literatura

Estudantesporemprestimo's Blog

Just another WordPress.com weblog

Instituto Augusto Boal (blog oficial)

Preservar e fomentar o legado de Augusto Boal

Notícias

Sua melhor fonte de informações no Brasil sobre o ator sul coreano Jung Kyung Ho

EL ROBOT PESCADOR

pescando noticias de aquí y de allá...

Sustentabilidade e Democracia

Contribuindo Para um Mundo Mais Justo

Douda Correria

Nascida em 2013, a Douda Correria tem uma linha editorial muito ténue, tão ténue que quase não se vê, uma linha que mais do que se ver pressente-se nos títulos que por paixão vai dando à estampa. No seu labirinto de afectos encontram-se autores de várias línguas, sendo o que de mais belo há neles a capacidade de inventar sua própria linguagem sem menosprezar a dos outros. É possível que nada disto faça sentido, é até desejável que nada disto faça sentido. Um cavalo alucinado também não faz sentido, no entanto galga e prossegue sob a espora. (Contacto: doudacorreria107@gmail.com - Facebook: https://www.facebook.com/doudascorrerias/)

Saindo das prateleiras

Exterminando as traças e os troços

Leonardo Boff

O site recolhe os artigos que escrevo semanalmente e de alguns outros que considero notáveis.Os temas são ética,ecologia,política e espiritualidade.

radioproletario

Comuna Libertária - Palavra Libertária

professores contra o escola sem partido

Educadoras, educadores e estudantes contra a censura na educação

JORNALIVRE

O jornalismo em prol da liberdade

RE-EVOLUCIÓN

Combatiendo al fascismo internacional

Hits Perdidos

Em busca do próximo grande hit

Alice Duarte Soluções Sistêmicas

Atendimentos em grupo e individual (presencial e on-line) e workshops teórico-vivenciais. Facilitação de processos de autoconhecimento, solução de conflitos, tomada de decisão, diagnóstico e cura emocional através da Constelação Sistêmica Familiar e Organizacional (Hellinger Sciencia).

Lida Diária

conjuntura política e contextos de luta - por Marcelo Castañeda

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close