JOÃO BOSCO – ANO 1987, 17 ANOS DE CARREIRA, UM BANQUINHO E UM VIOLÃO

Gravado no Teatro Bandeirantes, em 1987, quando João Bosco completava 17 anos de carreira.

*coisa rara na MPB, ” um banquinho e um violão”, João Gilberto, João Bosco e Dorival Caymmi.

Show “Ai Ai Ai De Mim” – 1987
https://www.youtube.com/watch?v=AJcJ-6X-4qQ

Enviado em 30 de out de 2011

Músicas: “aos 00:00 min. – ODILÊ ODILÁ” parceria com Martinho da Vila; “aos 02:35 min. – CABEÇA DE NEGRO”; “aos 07:00 min. – JOÃO BALAIO”; “aos 10:46 min. – DESENHO DE GIZ” parceria com Capinan; “aos 13:38 min. – DAS DORES DO ORATÓRIO”, com introdução e bize de violão muito bem tocado por João Bosco; “aos 19:40 min. – QUANDO O AMOR ACONTECE” parceria com Abel Silva; “aos 24:05 min. – PAPEL MARCHÊ” parceria com Capinan; “aos 28:09 min. – DOIS MIL E ÍNDIO” parceria com Aldir Blanc; “aos 30:54 min. – FORRÓ EM LIMOEIRO” de Edgar Ferreira.
 

Show intitulado “Ai Ai Ai De Mim”, realizado em 1987 no Teatro Bandeirantes por João Bosco (João Bosco de Freitas Mucci) em comemoração aos seus 17 anos de carreira.
 

Mineiro de Fonte Nova, João Bosco começou tocar violão aos 12 anos.
 

Na Universidade de Ouro Preto conheceu Vinícius de Moraes que achou o jovem talentoso e o aconselhou a se mudar para o Rio de Janeiro.
Suas composições possue uma construção musical peculiar, e sua maneira de cantar que ele chama de gregoriô (canto gregoriano crioulo) é uma influência da sua infância, quando ele ouvia o canto dos ex-escravos.
Neste vídeo você confere as canções mais afros do disco “Cabeça De Negro” lançado em 1986.
 

João Bosco quando fez esse show tinha acabado de voltar de uma bem-sucedida turnê pela Europa. O disco intitulado com o mesmo nome do show “Ai Ai Ai De Mim”, foi considerado pela crítica do Jornal Francês Libération, como o melhor da última safra de estrangeiros.
O disco teve a participação de David Sambord no sax e os teclados eletrônicos do produtor Ronnie Foster que deu ao disco um clima de pop jazz.
 

Com esse show João Bosco Viajou por vária capitais do Brasil, recebendo grande elogio da crítica. Luís Antônio Giron do “Estado De São Paulo” chegou a comparar João Bosco à João Gilberto e Dorival Caymmi, dizendo que eles eram os únicos brasileiros capazes de sustentar um show em banquinho, voz e violão.

 https://www.facebook.com/macropizzaria



var linkwithin_site_id = 2445455; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...http://www.linkwithin.com/widget.js

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s