ROBERTO FREIRE – psiquiatra e escritor brasileiro

https://www.youtube.com/watch?v=eJKI0NM7jvw

Enviado em 23 de abr de 2011
 

Entrevista de Antônio Abujamra com o anarquista Roberto Freire, que foi a o ar em 2003 no programa Provocações, da TV Cultura.

“é o amor, não a vida, o contrário da morte” Roberto Freire




Joaquim Roberto Corrêa Freire (São Paulo, 18 de janeiro de 1927 — São Paulo, 23 de maio de 2008)[1] foi um médico psiquiatra e escritor brasileiro, conhecido por ser o criador de uma nova e heterodoxa técnica terapêutica denominada Soma (somaterapia), baseada no anarquismo e nas ideias de Wilhelm Reich. Foi também diretor de cinema e teatro, autor de telenovela, letrista e pesquisador científico.

Obras literárias
Entre suas obras literárias mais importantes, figuram Cléo e Daniel (história que foi levada ao cinema, com Myriam Muniz, Sônia Braga e John Herbert, entre outros), Sem entrada e sem mais nada, Coiote e os ensaios Utopia e Paixão, Sem Tesão Não Há Solução e Ame e dê Vexame. Escreveu também contos eróticos, literatura policial e infantil. Em 2003, lançou a autobiografia Eu é um outro.(…)

*ler mais em : 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Freire_%28psiquiatra%29

Somaterapia ou SOMA é uma terapia corporal e em grupo criada no Brasil pelo escritor e terapeuta Roberto Freire. Está baseada na teoria de Wilhelm Reich, discípulo dissidente de Freud, e no Anarquismo. A Soma entende o conflito neurótico – que gera conflitos e dependências – a partir das relações de poder presentes em vários níveis da sociedade. Assim, o anarquismo com ética filosófica procura permear a metodologia da Soma, permitindo a identificação do autoritarismo nas relações interpessoais. Além da teoria reichiana, a Soma também adota o aqui e agora da Gestalt-terapia e as descobertas sobre a pragmática da comunicação humana presente nos estudos da Antipsiquiatria, especialmente o conceito de Duplo-Vínculo e sua implicação nas relações afetivas.
Buscando valer-se da noção de um laboratório social, os grupos de Soma funcionam como espaços de experimentação libertária. Isto possibilita a identificação das práticas de poder entre os membros que compõem os grupos, o redimensionamento das sociabilidades ali envolvidas, além do exercício da convivência e da produção autogestiva. 
Foi no início da década de 1990 que a Soma introduziu definitivamente a capoeira angola em sua metodologia. A proposta surgiu da necessidade de um trabalho corporal que pudesse ser feito pelos membros dos grupos ao longo do processo terapêutico, em paralelo às sessões de terapia e que funcionasse como um exercício bioenergético complementar aos exercícios de Soma. A utilização da capoeira, que pareceu ser a mais completa mobilidade corporal, além de uma eficiente mobilização energética que ela produzia, traz também o aspecto da luta embutida em sua prática, o que possibilita perceber como se dá do ponto de vista corporal, os enfrentamentos que seus praticantes demonstram ter e as consequentes relações com sua vida emocional.(…) ler mais em:
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Somaterapia

INÍCIO 

var linkwithin_site_id = 2445455; http://www.linkwithin.com/widget.jsRelated Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s