REPRISE E …CONSUMISMO E DIREITO AO TRABALHO

por Nadia Gal Stabile  – 07 02 2016

Hoje fiquei tentando relacionar coisas atuais com coisas do passado, sobre por exemplo, o que significa hoje ter um emprego, ou um sub emprego. Ou será que hoje com o trabalho informal, ou com os tais bicos, ou com os sub empregos, a situação difere tanto da situação de meio século atrás? 
A presidenta criou o PRONATEC, o “Ciência sem Fronteiras”, e conheço um ex estudante do CSF, que hoje não encontra emprego em que se possa ganhar mais do que um salário mínimo. É, hoje o salário geral, de pessoas com formação universitária, em início de carreira, ou já na meia idade ou passando dela, é um sub emprego com salário mínimo ou um pouquinho a mais.
O que as vagas de emprego melhores pagam, não ultrapassam os 6 ou 7 salários mínimos e exigem mundos e fundos do candidato!

Enfim, o Brasil e o mundo passam por enorme crise do trabalho. Fico muito preocupada com a mentalidade dos jovens que iniciam vida profissional hoje, porque não poderão entender, talvez, a importância de se ter um trabalho digno que lhes faça crescer em suas almas, a paixão por um ofício, o comprometimento vital para tornar-se uma pessoa digna! 
Não, geralmente estes sub empregos que atingem a maioria dos jovens brasileiros e que representam em sua maioria, vagas terceirizadas, encaram os trabalhadores como meros números a serem substituídos tão logo surja algum problema e ainda os tais falsos benefícios, nada mais são do que uma forma de subtrair direitos trabalhistas dos jovens e assim contribuem e muito, para produzirem cidadãos de segunda ou de terceira categoria! O direito ao trabalho digno, faz tempo, já o perdemos! Então, o Estado inventa a formalização do trabalho informal, e quase não resolve nada. Constatamos que o trabalho informal não precisa do Estado, mas o Estado precisa dele!

Há um vídeo com animação triste demais e que talvez resuma o que o futuro nos trará e o que muitos já vem passando há tempos: 

EL EMPLEO – THE EMPLOYMENT – O EMPREGO – 2008 – CURTA METRAGEM ESPANHOL MUITO PREMIADO
https://www.youtube.com/watch?v=cxUuU1jwMgM



—————————————————————-

REPRISE – APROVEITE! USO DE IMPERATIVOS– A LINGUAGEM, A MÍDIA E O CONSUMO
http://sarauxyz.blogspot.com.br/2015/07/aproveiteuso-de-imperativos-linguagem.html






os endinheirados aproveitam as promoções dos supermercados
e quando o assalariado chega pra comprar o produto da promoção…
já  sumiu das prateleiras. APROVEITE!…

o comércio  às moscas porque os endinheirados pegaram o avião 
e foram pra Miami consumir tudo bem mais barato do que na rua Oscar Freire.
com isso as balconistas, as estlistas, as costureiras, os designers, os operários do setor têxtil, perdem seus empregos. APROVEITE!… 

#COMPARTILHE – APROVEITE – FINANCIE – LEVE VANTAGEM EM TUDO…
as coisas não mudaram desde a ditadura militar brasileira, só foram relidas…
os verbos no imperativo comandam os sonâmbulos.

numa sociedade com raízes fascistas a linguagem só poderia ser fascista.

Nadia Gal Stabile – 06 07 2015



O USO DO IMPERATIVO NAS PROPAGANDAS DE CRÉDITO

Diana de Oliveira MENDONÇA
Maíra Dévely Silva BORGES
Sunamita Sâmela Simplício da SILVA
Departamento de Línguas e Literaturas Estrangeiras Modernas/UFRN
Sulemi Fabiano CAMPOS
Departamento de Letras/UFRN


http://www.cchla.ufrn.br/shXIX/anais/GT15/ARTIGO_SEMANA_DE_HUMANIDADES_DIANA.pdf












 


INÍCIO 


var linkwithin_site_id = 2445455; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...http://www.linkwithin.com/widget.js

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s