5 cientistas africanas que você precisa conhecer

*através do amigo Mauro

https://www.facebook.com/igualdaderacial.br/?fref=nf

http://mdemulher.abril.com.br/estilo-de-vida/m-trends/5-cientistas-africanas-que-voce-precisa-conhecer


[MdeMulher] 5 cientistas africanas que você precisa conhecer: Tecnologia, saúde, educação, saneamento, física… esse time de africanas inspiradoras mostra que lugar de mulher é na ciência, sim!

Nascidas em países onde a desigualdade de gênero é assombrosa, essas cinco mulheres conseguiram ganhar prestígio profissional e hoje se dedicam a mudar a realidade de outras pessoas. Maravilhosas! http://goo.gl/qsfvfw ‪#‎negras‬ ‪#‎mulheresnegras‬ ‪#‎africanas‬ ‪#‎África‬



16/02/2016

5 cientistas africanas que você precisa conhecer

Tecnologia, saúde, educação, saneamento, física… esse time de africanas inspiradoras mostra que lugar de mulher é na ciência, sim!

Juliana Rotich

Divulgação / julia.na

Há um ditado africano que diz: “Se você educar um homem estará educando um indivíduo, mas se você educar uma mulher você estará educando toda uma nação”. E não é por acaso que essas garotas inspiradoras nos mostram o quanto isso é verdade! Nascidas em países onde a desigualdade de gênero é assombrosa, essas cinco mulheres conseguiram ganhar prestígio profissional e hoje se dedicam a mudar a realidade de outras pessoas. Maravilhosas!

Rapelang Rabana, tecnologista, África do Sul

Reprodução

Especializada em ciências da computação, ela é uma das empreendedoras mais respeitadas da área na África do Sul. Rapelang é uma das fundadoras e CEO da Yeigo Comunications, a primeira companhia do país a oferecer chamadas de áudio gratuitas através da internet (via VoIP). A partir daí, ela ganhou notoriedade internacional e firmou parcerias com grandes empresas para o desenvolvimento do ReKindle Learning, plataforma de educação integrada online. Em 2013 ela estampou a capa da Forbes Africa (à direita na foto acima) e figurou na lista dos 30 jovens empreendedores mais influentes do continente. Like a boss!

Nagwa Abdel Meguid, geneticista, Egito

Ela é reconhecida por liderar pesquisas a respeito de mutações genéticas ligadas a síndromes como o autismo e a síndrome do X frágil. A importância de suas descobertas rendeu a ela o Prêmio L’Oreal UNESCO para Mulheres na Ciência na África e Oriente Médio, em 2002. Desde então, Nagwa tem se dedicado a projetos que ajudam crianças com necessidades especiais e também participa de grupos que promovem o empoderamento feminino.

Juliana Rotich, tecnologista, Quênia

Motivada pela onda de violência gerada nas eleições quenianas de 2007, ela foi uma das criadoras do app Ushahidi, que permite denunciar crimes e indicar o local do ocorrido via Google Maps. Também é fundadora da plataforma iHub, canal de troca de informação e facilitador de startups ligados à tecnologia. Juliana é membro do seleto TED Senior Fellow (grupo de embaixadores classe A do TED) e do World Economic Forum, para assuntos ligados à tecnologia. Não é por nada que ela já tenha sido apontada pelo The Guardian como uma das 100 mulheres mais influentes do mundo. You go, girl!

Nashwa Eassa, fisicista, Sudão

Especialista em nanotecnologia, ela recebeu este ano um prêmio da Fundação Elsevier por sua atuação como cientista. Nashwa é professora na Universidade Al Neelain, em Cartum e está envolvida em um projeto que busca alternativas para o tratamento de água através da radiação solar. Ela também é a fundadora do Sudanese Women in Sciences, ONG que visa incentivar mulheres sudanesas a se envolverem na ciência.

Godliver Businge, engenheira civil, Uganda

Especialista em saneamento, ela treina mulheres através de uma organização linda chamada Global Women’s Water, que capacita mulheres e visa melhorar o saneamento e o acesso à água em zonas pobres. Junto com uma equipe de mulheres, Godliver percorre países como Uganda, Tanzânia e Quênia para implementar o projeto em zonas rurais onde há carência de tudo. Ela foi reconhecida pela Reuters como uma das mulheres mais influentes do mundo para assuntos ligados à água (Female Water Role Model).



http://mdemulher.abril.com.br/estilo-de-vida/m-trends/5-cientistas-africanas-que-voce-precisa-conhecer



INÍCIO 


var linkwithin_site_id = 2445455; Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...http://www.linkwithin.com/widget.js

Anúncios
Categorias Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Milenar - Construindo um novo Amanhã

Roteiro para um Mundo Novo

DITIRAMBOS

Poemas, Ensaios, Críticas, Biografias, Tudo Sobre Poesia e Poetas Realmente Importantes. A Poesia em Diálogo com outras Artes. A isso se propõe o Ditirambos. Haroldo de Campos: Não importa de fato chamar o poema de poema: importa consumi-lo, de uma ou outra forma, como coisa.

biobiosaudefeminina

Saúde Feminina & Absorventes Reutilizáveis

Socializando Saberes

Somos o que compartilhamos...

Oceano de Letras

Just another WordPress.com site

Ensaios, Ideias e Reflexões

"Suba ao monte e contempla a terra prometida; mas não direi que entrará nela."

Afeto é deixar-se afetar

Por Alexandra Mandalla

Nadia Gal Stabile - Arte digital

Arte Digital de Nadia Gal Stabile

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

eladiofernandez

Luz sobre sombras. Café cultural.

CARMELIANA

Arte e Literatura

Estudantesporemprestimo's Blog

Just another WordPress.com weblog

Instituto Augusto Boal (blog oficial)

Preservar e fomentar o legado de Augusto Boal

Notícias

Sua melhor fonte de informações no Brasil sobre o ator sul coreano Jung Kyung Ho

EL ROBOT PESCADOR

pescando noticias de aquí y de allá...

Sustentabilidade e Democracia

Contribuindo Para um Mundo Mais Justo

Douda Correria

Nascida em 2013, a Douda Correria tem uma linha editorial muito ténue, tão ténue que quase não se vê, uma linha que mais do que se ver pressente-se nos títulos que por paixão vai dando à estampa. No seu labirinto de afectos encontram-se autores de várias línguas, sendo o que de mais belo há neles a capacidade de inventar sua própria linguagem sem menosprezar a dos outros. É possível que nada disto faça sentido, é até desejável que nada disto faça sentido. Um cavalo alucinado também não faz sentido, no entanto galga e prossegue sob a espora. (Contacto: doudacorreria107@gmail.com - Facebook: https://www.facebook.com/doudascorrerias/)

Saindo das prateleiras

Exterminando as traças e os troços

Leonardo Boff

O site recolhe os artigos que escrevo semanalmente e de alguns outros que considero notáveis.Os temas são ética,ecologia,política e espiritualidade.

radio o proletário

Comuna Libertária - Palavra Libertária

professores contra o escola sem partido

Educadoras, educadores e estudantes contra a censura na educação

JORNALIVRE

O jornalismo em prol da liberdade

RE-EVOLUCIÓN

Combatiendo al fascismo internacional

Hits Perdidos

Em busca do próximo grande hit

Alice Duarte Soluções Sistêmicas

Atendimentos em grupo e individual (presencial e on-line) e workshops teórico-vivenciais. Facilitação de processos de autoconhecimento, solução de conflitos, tomada de decisão, diagnóstico e cura emocional através da Constelação Sistêmica Familiar e Organizacional (Hellinger Sciencia).

Lida Diária

conjuntura política e contextos de luta - por Marcelo Castañeda

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close